Pular para o conteúdo
Voltar

Câmara desenvolve Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional

A intersetorialidade permitirá que as secretarias otimizem recursos e ampliem o atendimento à população
Cleide Dantas | Setas

Jana Pessôa
A | A

Dez secretarias responsáveis por desenvolver o Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado de Mato Grosso estão reunidas na Câmara Intersecretarias de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan-MT) sob a coordenação da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT).

A intersetorialidade permitirá que as secretarias otimizem recursos e ampliem o atendimento à população. “A Caisan é a gestão estadual reunida avaliando as ações de cada secretaria para entrelaçar essas ações com foco nas vulnerabilidades alimentares. O objetivo é otimizar as ações e os recursos por meio do diálogo, pois será colocado em uma mesma mesa todos os interesses”, explica Aparecido Cavalcante, secretário executivo da Caisan e superintendente de Inclusão Social da Setas.

Um exemplo disso foi a escolha do projeto de banco de alimentos, no estado já havia projetos em andamento em três secretárias. Aparecido explicou que foi escolhido o melhor projeto para ser executado e com a eliminação dos outros dois projetos promoveu a economia de R$ 800 mil reais.

O programa se estende não somente as pessoas em condições de vulnerabilidade social, mas a todo mato-grossense. “Todos têm direito a uma alimentação saudável, acessível, de qualidade, em quantidade suficiente e de modo permanente. Isso inclui também respeito às particularidades e características culturais de cada região”, disse.

A secretária da Setas e presidente do Comitê, Mônica Camolezi, ressaltou que já está construindo indicadores com o monitoramento do programa Pró-Família e com a troca de informações entre as secretarias será possível um mapeamento mais efetivo. “O comitê permitirá ações ainda maiores para todo mato-grossense. Todas as secretarias envolvidas podem contribuir muito para um mapeamento da realidade alimentar no estado”, comentou.

Atualmente mais de 30 municípios já possuem o Conselho de Municipal Segurança Alimentar, a meta da política de Estado é levar para cem por cento dos municípios. A Caisan possui um convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) para que haja licitação de uma consultoria que vai auxiliar na confecção do Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional.