Pular para o conteúdo
Voltar

Pró-Família é reconhecido como estratégia para erradicação da pobreza

O encontro aconteceu na quarta e quinta-feira (29 e 30.11) e reuniu representantes de secretarias estaduais e empresas públicas
Katiana Pereira | Setas-MT

Katiana Pereira/Setas-MT
A | A

O programa Pró-Família, do Governo do Estado de Mato Grosso, foi reconhecido como uma estratégia do setor público para erradicação da pobreza. O reconhecimento do programa gerido pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) foi obtido durante o III Seminário Estadual do Programa Família Paranaense.

A secretária estadual da Família e Desenvolvimento Social do Paraná, Fernanda Richa, participou da abertura do seminário e ressaltou que a comunicação e união entre áreas do setor público são essenciais para retirar pessoas da situação de vulnerabilidade. “Mais de 300 mil famílias já passaram por esse programa [Família Paranaense]. A gente vê resultado e transformação, no sentido de as famílias alcançarem autonomia e caminharem sem a necessidade de benefícios do Estado”, destacou.

A secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Monica Camolezi, destacou os esforços do Governo do Estado de Mato Grosso para reduzir os índices de pobreza e vulnerabilidade. “O programa Pró-Família tem menos de seis meses de execução e já chegamos a quase 70% dos municípios mato-grossenses. O nosso próximo passo é fazer o monitoramento das famílias para fortalecer as áreas que necessitam de mais apoio para superação das dificuldades”, pontuou a titular da Setas.

Mônica Camolezi informa ainda que o Estado de Mato Grosso firmou parceria com o Estado do Paraná, replicando parte da metodologia do Família Paranaense. “O Paraná é o único estado quem tem índice de vulnerabilidade social, aperfeiçoado e desenvolvido. Saiu na frente em inovação e tecnologia social de acompanhamento familiar que os outros programas não tem”, disse Mônica.

“É importante destacar a parceria com os comitês regionais e com todas as secretarias envolvidas. O seminário tem objetivo de fortalecer as redes intersetoriais em todo o Paraná para que o atendimento às famílias seja cada vez melhor”, afirmou Letícia Reis, coordenadora estadual do Programa Família Paranaense, da Secretaria da Família.

Participações

O encontro foi realizado na quarta e quinta-feira (29 e 30.11) e reuniu representantes de secretarias estaduais e empresas públicas que trabalham com estratégias para erradicação da pobreza.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) financia as ações do Família Paranaense. “Acompanhamos periodicamente os resultados e os impactos do programa. Até agora mostrou informações muito interessante em várias dimensões”, afirmou o representante do BID, Francisco Ochoa.

O seminário teve ainda palestras de Alejandro Reyes, do Chile, que apresentou o sistema intersetorial de proteção social do Chile, o Fosis, e Sofia Rodrigues, de Portugal, que falou sobre a intervenção com famílias em situação de vulnerabilidade social.

O evento contou ainda com apresentação de atividades  e ações desenvolvida pelas equipes dentro do Família Paranaense. São práticas inovadoras que usaram metodologias sugeridas pelo programa em todo o Estado, por meio de ações que atendem aos eixos prioritários de intervenção, como assistência social, educação, habitação, saúde, agricultura e trabalho.

Com Ascom Gov/PR