IDIOMA

 
 
 

SOCIAL

 
 
 
 
 

Ultimas Notícias

Segunda, 04 de fevereiro de 2002, 15h24 | Tamanho do texto: A- A+

Fórum do Trabalho de Cuiabá será realizado em várias regiões da cidade

Maria Rosário

Fórum do Trabalho de Cuiabá será realizado em várias regiões da cidade

Até o final desta semana, estarão definidos os locais e datas, com previsão de agendar os fóruns para a semana após o feriado de Carnaval

Maria Rosário

Em razão da densidade populacional do município de Cuiabá, o Instituto de Pesquisas e Estudos Contábeis (Ipec), da Universidade Federal de Mato Grosso, está se reunindo nesta segunda e terça-feira com os membros do Conselho Municipal de Trabalho de Cuiabá para redefinir as datas de realização do Fórum do Trabalho e Renda no município.
Segundo a coordenação do Ipec, decidiu-se distribuir a realização do Fórum Municipal do Trabalho de Cuiabá em seis localidades, abrangendo setores e segmentos diferenciados. Até o final desta semana, estarão definidos os locais e datas, com previsão de agendar os fóruns para a semana após o feriado de Carnaval, nas regiões que possam abranger a população da Morada da Serra/CPA, Distrito Industrial/Pedra 90, Tijucal, Coxipó, Segmento Rural ( associações) e na própria Universidade Federal de Mato Grosso, no auditório da Faecc.

Iniciados na semana passada, os Fóruns Municipais do Trabalho serão realizados nos 139 municípios de Mato Grosso até a primeira quinzena de março próximo, para discutir as demandas de qualificação profissional dos segmentos produtivos, identificando as potencialidades sócio-econômicas e o mercado de trabalho local.

Em Rondonópolis, o fórum municipal será realizado na Associação Comercial e Industrial (Acir), nos dias 18,19 e 20 de fevereiro, e em Várzea Grande nos dias 14,15 e 16 de março, na Câmara Municipal. Também em Várzea Grande está sendo analisada a realização de fóruns municipais em outros bairros.

Promovido pela Secretaria de Estado de Justiça, Trabalho e Cidadania, através do Programa de Educação Profissional (Qualificar), os fóruns estão sendo coordenados por profissionais do Instituto de Pesquisas e Estudos Contábeis ( Ipec), da Universidade Federal de Mato Grosso. Os fóruns serão realizados nas Câmaras Municipais, centros comunitários, escolas, sindicatos ou prefeituras, abertos à sociedade organizada. O público alvo são os membros dos Conselhos Municipais (de Trabalho, Saúde, da Criança e do Adolescente, do Idoso, da Mulher, da Educação, da Assistência Social, Ambiental e do Turismo), e representantes dos órgãos públicos, associações, sindicatos, organizações não-governamentais e líderes comunitários.

Balanço - Nos sete anos do Programa Qualificar, foram capacitados mais de 248 mil pessoas, o que equivale a 19,39% da População Economicamente Ativa (PEA).
Os Fóruns Municipais do Trabalho permitem também a capacitação e organização dos Conselhos Municipais do Trabalho, que acompanham e fiscalizam a aplicação dos recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), do Ministério do Trabalho e Emprego, destinados aos programas de qualificação profissional e de geração de emprego e renda. Esses Conselhos são formados por representantes de entidades organizadas dos trabalhadores, empresários e poder público.

Além da expansão e aprimoramento dos cursos oferecidos pelo Programa Qualificar aos trabalhadores e pequenos empreendedores, nos últimos seis anos os recursos do FAT foram aplicados na implantação e modernização de 13 postos do Sine/MT ( Sistema Nacional de Empregos do Estado), informatizados e interligados em rede, inclusive com o Ministério do Trabalho e com a Secretaria de Estado de Justiça, Trabalho e Cidadania.

Nesses postos, localizados em 13 municípios, são feitos atendimentos aos trabalhadores nos programas de Intermediação de Mão-de-Obra (encaminhamento e colocação em vagas de emprego), habilitação ao Seguro-Desemprego, encaminhamento ao Programa Qualificar e orientação sobre a disponibilização de micro-créditos aos pequenos empreendedores.

De 1995 a 2001, foram atendidos em Mato Grosso 279.224 trabalhadores e empresários na Intermediação de Mão-de-Obra e colocados 37.373 trabalhadores no mercado de trabalho. No mesmo período, foram habilitados 128.036 trabalhadores ao Seguro-Desemprego e financiados 18.659 empreendimentos no Proger – Programa de Geração de Emprego (formal, informal e Pronaf), também com recursos do FAT.

A meta é até o final de 2002, colocar mais 15 mil pessoas no mercado de trabalho, chegar ao total de implantação de 16 postos do Sine/MT , criar 45 Agências de Trabalho e Renda (mini-postos) e totalizar a qualificação profissional em 340 mil pessoas. Estão previstos, também para este ano, a implantação do Banco do Povo, para oferecimento de micro-créditos aos pequenos empreendedores, e do Programa Primeiro Emprego, destinado ao apoio direto a mais de 800 jovens em busca do primeiro emprego.

VOLTAR

IMPRIMIR

ENVIE ESTA MATÉRIA

Mais sobre este assunto: